Início
O Site
Colaboradores
Rodeios
Resultados
Poesias 1
Poesias 2
Poesias por Festival
Poesias Urbanas
Meia Canha
Ao Vivo
Enc. Poesias
Livros
Fotos

Visitante Nº

Desde Março de 2002



Resultados da
IV Tertúlia Maçônica


Festival Querência Amada
de Rolante
Resultados

 

Perfil do Autor do Site

 

O Autor:

 

          Meu nome é Fernando Araujo, nasci em 21.11.65 em Canoas - RS, comerciante,  casado e tenho dois filhos.  Sou um gaúcho urbano, e não tenho muita vivência de campo, talvez por isso, prefira a parte artística nos rodeios. Comecei a gostar de poesias, vendo minha irmã mais nova declamando. Eu levava ela nos rodeios, e sempre me emocionava mais que ela quando a ouvia. Alguns anos mais tarde, com o apoio dela comecei a declamar, e não parei mais. Digamos que virei declamador quando comecei a participar dos Encontros de Poesias da 1º RT, onde comecei a me soltar mais, e não ter (tanto) medo do palco e público. Declamo há 15 anos  Não sou um grande declamador, longe disto, mas o amor que tenho pela poesia, supera esse detalhe. Já ganhei diversos rodeios. Tenho mais de 50 troféus em casa entre 1º e 3º lugares, e desde 2003, passei para a categoria xirú, por causa da idade. Algumas pessoas dizem que vão pros rodeios para participar, por que gostam. Não sei se isso é verdade, não estou aqui neste plano pra julgar ninguém. Eu vou nos rodeios porque gosto de declamar e também é  o único tipo de competição que participo. Já fui nos rodeios pra ganhar. Hoje porque gosto. Não tenho lugar pra botar mais troféus em casa. É claro que gosto de ganhar, mas se tiver quem for melhor que eu (sempre tem grandes declamadores), me dou por feliz. Mas se eu for injustiçado, fico muito chateado, mas nunca desisto, procuro não reclamar pros jurados, nem pro CTG, mas é provável que eu não volte mais lá. Às vezes nos rodeios, os jurados sabem menos que o declamador, e certamente vai ter gente que nunca declamou na vida, mas vamos fazer o que?. Então temos que declamar de uma forma que um leigo no assunto entenda, esta é a chave. Declame pros jurados, declame para o público, mas acima de tudo declame pra si mesmo. Tente achar a sua verdade, e tente passar isso no poema. É somente isso que importa. O resto é conseqüência.

 

O Site

 

     Sempre gostei de computadores, alguém lembra daqueles antigos PCs que se conectavam em TVs, já naquela época eu era fascinado. Só fui comprar meu primeiro PC 5 anos depois., Ea um 486 DLC, uma droga. Depois fui trocando por outros melhores. Depois veio a internet. Fui o primeiro a usar no meu bairro e o primeiro a usar banda larga. Aos poucos, aprendi, sozinho a fazer meu site, que é bem simples, mas é funcional. Eu usava o pacote Office 2003 da Microsoft. O Word para os textos e o Frontpage para a página principal. Atualmente uso o pacote da Adobe CS3. Hoje trabalho com manutenção e configuração de computadores.

 

Um grande abraço, a todos! Deus os proteja!

Fernando Araujo

Alvorada - RS

 

Página Atualizada em 19/09/2013

"O Campo, lentamente se perfuma, para o peão que cresceu sobre o arreio, e na vida de um guri, tornou-se esteio, JUNTANDO RIMAS pobres, uma a uma"

Versos para um Quarto de Lua - Lauro Antônio Correa Simões